sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Sugestões – A Disposição dos Aluno na Sala: mais Atenção, Concentração, Motivação e Aprendizagem.

aesa
De acordo com os Estilos de Aprendizagem, (como o aluno aprende) muito discutidos na PNL - Programação Neolinguística - são utilizadas 03 formas de percepção de informações (leia mais clicando > aqui):
-Visual: faz uso da visão como meio de obter e reter as informações;
-Auditivo: vale-se da audição para absorver informações e;
-Cinestésico: aproveita-se dos sentidos relacionados ao movimento para guardar informações.
Cada indivíduo, em regra, tem predominância em um destes, e não totalidade. (veja o teste para conhecer o estilo de aprendizagem do seu aluno > aqui). Há várias maneiras, além de um teste de se descobrir como um indivíduo aprende e o que dificulta sua aprendizagem. Em outra postagem serão mostradas alternativas.
Organizando os Alunos na Sala de Aula
Os professores tem preferências na formação dos alunos na sala: em círculo, semicírculo, em fileiras (pares ou individuais), menores na frente, maiores atrás. Alguns, nos primeiros dias de aula já fazem a formação inicial que vai sendo alterada de acordo com os problemas que vão surgindo (alunos que conversam e fazem bagunça no fundo da sala, alunos que não enxergam de longe e etc.). Outros preferem que, no início, cada aluno senta onde preferiu, ao lado do colega que escolheu e as mudanças, ainda assim vão acontecendo durante o período letivo, em função da aprendizagem e disciplina.
Em qualquer forma que seja que o professor prefere ou permite, é muito comum as mudanças acontecerem e muitas vezes até o final do ano, sem que o objetivo tenha sido alcançado.
É comum ouvir o professor reclamar de muitos alunos que conversam, não prestam atenção, o rendimento é baixo e não há mais lugar para serem colocados... na frente, próximo ao professor “nem tem mais espaço” e a situação não muda.

Conhecendo os estilos de aprendizagem, as mudanças poderão acontecer, mas serão mais reduzidas, caso haja grupos muito grandes de auditivos, visuais ou cinestésicos, mas ainda assim haverá alternativas e os resultados serão melhores.
Conhecendo as características dos alunos e seus Estilos de Aprendizagem fica bem mais fácil, como por exemplo, se o aluno auditivo aprende melhor ouvindo e barulhos, bagunças, conversas tiram sua concentração é ele que vai ficar mais próximo do professor e não o visual ou cinestésico, se aula é mais expositiva, se o professor vai falar e escrever mais. Portanto veja as características dos três estilos e faça a sua formação. Caso suas aulas não sejam sempre iguais mude a formação de acordo com suas ações pedagógicas.
vi
Alunos Visuais (imagem)
Visual = é pela forma da imagem que a pessoa processa e interpreta o mundo. Para uma pessoa ou público visual, as informações obtidas do meio ambiente ou de sua mente estão voltadas para dados sobre tamanho, proporção, cor, beleza, altura, profundidade, largura, detalhes... Uma pessoa visual é muito observadora no conjunto e nos detalhes. Aprendem por associação de imagem e conceitos.
1- Alunos Visuais:
• Falam Rápido
• Procuram ser Limpas e Organizadas
• Frequentemente respondem às perguntas com um simples sim ou não.
• Gostam de fazer rabiscos ou caricaturas enquanto participam de uma aula.
• Observam os detalhes ambientais.
• Executam a leitura com rapidez.
• Memorizam através de associações visuais.
• Lembram o que viram, melhor do que aquilo que ouviram.
• Não se distraem facilmente com o barulho.
• Tem problemas para lembrar instruções verbais.
• Gostam mais de artes plásticas do que de música.
• Às vezes saem de sintonia quando o negócio é prestar atenção durante muito tempo.
• Preferem fazer uma demonstração física a fazer um relato.
• Comumente sabem o que tem de dizer, porém não conseguem pronunciar as palavras corretas.
aud
2- Alunos Auditivos = é a forma sonora a mais predominante. O auditivo consegue perceber com maior nitidez e facilidade dados vinculados ao som: volume, tonalidade, vocabulário, ruídos, discursos, conversas, discussões. Uma pessoa auditiva presta muita atenção naquilo que está sendo dito.
Pessoas Auditivas
• Falam consigo mesmo enquanto estão trabalhando.
• Gostam mais de piadas contadas do que de mímica e de trejeitos cômicos.
• Distraem-se facilmente com o barulho.
• Tem problemas com projetos que envolvam visualização como, por exemplo, cortar algo em pedaços para fazer alguma montagem.
• Mexem os lábios e pronunciam as palavras enquanto estão lendo.
• Gostam de ler as coisas em voz alta e ouvir o que estão dizendo.
• Adoram discutir e entram em longas descrições.
• Aprendem melhor quando ouvem e lembram com mais eficiência o que foi discutido com mais precisão do que aquilo que foi mostrado.
• Podem repetir e inclusive fazer imitação do timbre a da intensidade da voz de quem ouviram falar.
• Acham o ato de escrever cansativo, porem são muito bons na oralidade.
• Apreciam mais a música do que as artes plásticas.
• Podem soletrar ou explicar detalhadamente melhor do que escrevendo as mesmas informações.
3- Alunos Cinestésicos – (movimento, leitura e tato).
cin
Definido como o indivíduo que utiliza bastante a expressão corporal, as pessoas geralmente são inquietos, bisbilhoteiros e “destruidores” de brinquedos, pois buscam saber como ocorre o funcionamento desses. Interagem melhor através do contato manual e corporal, costumam ter gosto pela prática de esportes, dança invenção e construção de algo.
Pessoas Sinestésicas
• Falam bem devagar.
• Não conseguem lembrar de localidades e de outros pontos geográficos, a não ser que tenham estado lá recentemente.
• Usam palavras de ação.
• Respondem prontamente a apelos físicos.
• Tocam nas pessoas para poder chamar a sua atenção.
Não conseguem ficar sentadas quietas durante longos períodos.
• Fazem muitos gestos.
• Sentam-se perto de alguém quando estão falando.
• Usam o dedo como um indicador enquanto estão lendo.
• Memorizam melhor quando estão andando e vendo.
• Aprendem com mais eficiência e eficácia quando estão fazendo ou manipulando algo.
• Gostam de estar envolvidos em jogos.
• Podem ter uma caligrafia bem feia.
Observação:
Diante das características predominantes dos estilos de aprendizagem, fica mais fácil determinar aonde cada aluno vai se posicionar. Lembrando que, é preciso levar em conta a predominância do estilo. Se a predominância do aluno visual é não perder a concentração e o interesse, sentando-se atrás, é ima boa dica. Outro fato facilitador é que cinestésico também tem as características visuais, isso quer dizer que se for preciso podem estar junto com os visuais.
O ideal é que cada pessoa desenvolva os três estilos, e muitas pessoas possuem grande parte de cada estilo. Isso será importante na sua formação em sala de aula, quando, conhecendo seus alunos, os resultados são os melhores possíveis. Use esse conhecimento para obter melhores rendimentos nos trabalhos em grupo, na escolha dos líderes e na distribuição de atividades dos membros do grupo.
Sugestão de Teste: Clique AQUI
Em outra postagem LEIA DICAS DE ATIVIDADES para os ESTILOS DE APRENDIZAGEM.
Por: Júlia Virginia de Moura – Pedagoga
Fonte de pesquisa:
Cohn, Marvin (1979). Ajudando o seu aluno adolescente: o que pais podem fazer para melhorar habilidades de leitura e estudo, Dutton, ISBN 978-0-525-93065-5 .
Schunk, Dale H. (2008). Teorias de Aprendizagem: uma perspectiva educacional, Prentice Hall, ISBN 0-13-


































































Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não seja apenas um visitante que busca artigos interessantes, atividades que podem ser usadas em sua sala de aula. Deixe seu comentário.Uma sugestão. E o mais importante contribua com suas ideias, práticas e experiências de sucesso.Enriqueça este espaço, sem a sua participação, não haverá sucesso. E volte sempre.Obrigada